Poesia Inesiana

Inês de Castro
Inês no claustro
Inês de quatro
Inês no rastro
Inesquecível
Inesgotável
Inexplorável
Inesperada
Inebriante
Inevitável
Inexplicável
Inestimável
Que lastimável!
Inês é Marta?
Inês é morta
E coroada
Rainha Inês,
Coroa a nós,
Funestas musas,
De insensatez

 

         Tzvetan Todorov

 

 

publicado por Inêsquecível às 10:22 | comentar