O tal tema: Rapazes!

Irei falar então sobre o tema que é tão falado nesta minha altura, como jovem adolescente, as coisas que não percebo e o que nunca vou perceber, mas mesmo nunca! Em relação à minha vida amorosa, foi sempre horrível. Por ser tão mau as minhas antigas relações (só tive duas) fiquei com má ideia de ter namorado, e já vai dois anos que não tenho uma relação. Ora, eu já tenho 17 anos e fico a pensar se alguma coisa está errada. Além disso, tenho que confessar, eu sou uma rapariga bastante complicada porque quero sempre as coisas com o seu tempo e bem feitas, por isso torno uma rapariga difícil de conquistar (e ainda bem porque não quero ser uma presa fácil). Como todas as raparigas, o meu sonho é conhecer um rapaz perfeito.

É engraçado, que falei sobre isto a uma amiga minha e ela disse-me o seguinte "Inês, não há rapazes perfeitos. Todos têm um passado que possas não gostar. Apenas tens que aceitar o presente." Quando ouvi isto pensei...ela tem razão!

Dizem que sou ceguinha e que tenho muitos rapazes atrás de mim, como estou em busca da perfeição, não vejo isso. Cada um tem os seus defeitos, e não tolero nenhum. Muitos que conheci, estavam quase a ser perfeitos até que na altura, algo estraga tudo e eu desisto em imediato.

Há imensas raparigas que são conhecidas por "gajas boas", e essas conseguem tudo o que querem, é verdade no que estou a dizer? Em toda a minha vida vejo isso. Cada rapaz que vejo, além de giro, simpático e até inteligente são "raptados" por essas gajas boas, elas vêm até mim falar sobre o rapaz e começa assim " Eu conheci o Zé é super querido e tem abdominais bla bla bla" e no dia seguinte, vejo-os na escola juntos ou uma Maria Caipira vem-me dizer que eles começaram a curtir/namorar. Eu fico a pensar " Mas o que é isto? Bolas! Afinal ele não era como pensava..." E fica tudo estragado.

 

Primeiro de tudo, não quero estar no grupo das Gajas Boas Que Conseguem Ter Tudo, até porque eu não sou desse tipo de rapariga. Levo a vida demasiado a sério e não perco tempo em namorar x rapazes numa semana, e a mudar constantemente no facebook o estado civil (parece que agora é moda).

" A Miss Gaja Boa passou de estar "solteiro(a)" a "numa relação";

ou num caso mais infeliz;

" A Miss Gaja Boa passou de estar "numa relação" a "solteiro(a)".

Oh! Não se preocupem que a Miss Gaja Boa encontrará outro companheiro para a outra semana! É isto que vejo. Afinal, esta crise também pegou aos rapazes. Os rapazes estão todos podres!

Um cavalheiro simpático, com uma inteligência satisfatória, que se preocupa com o visual e o seu interior, que saiba o que é realmente uma BOA rapariga... Hey! Onde vocês estão? Há algum assim? Ou será que NÃO HÁ MESMO NENHUM? Amigos? Eu tenho, mas tenho limites! Todos eles gostam de ultrapassar esses limites, mas chego uma altura digo: Espera ai amigo, eu não gosto de ti. E sabem o que acontece depois? DEIXAM DE FALAR COMIGO. Como tal, o amigo que eu tinha, não era um amigo. Era um interesseiro. Toda a gente passa por isso, mas começa a ser frustrante.

 

No fim deste desabafo todo, fiquei cansada, cansada disto tudo! Ai...rapazes.

publicado por Inêsquecível às 01:12 | comentar